quarta-feira, fevereiro 21, 2007

Ainda Ajahn Chah

Não tentes ser nada. Não te transformes em nada. Não sejas
um meditador. Não te transformes num iluminado. Quando te
sentares a meditar, liberta-te. Quando andares, liberta-te.Não
tentes agarrar nada. Não resistas a nada.

(...)

deixa todas as coisas serem como são. Vem para aqui, para onde
está fresco, fora do campo de batalha.
Porque não experimentas? Será que tens coragem?

Ajahn Chah

9 Comments:

At 22 fevereiro, 2007, Blogger Bruna Pereira said...

A corajem de querer ser tantas coisas e não chegar a ser nada. Mas poder ser tudo nesse sonho da tentaiva de quem experimentou ser alguma coisa...

Bonito.

:)

 
At 22 fevereiro, 2007, Blogger cris said...

Eu quero experimentar, aliás, vou experimentando! :o)

Beijinho *

 
At 22 fevereiro, 2007, Blogger Avusa said...

Que eu este que tem que se sentir alguma coisa para existir.

 
At 22 fevereiro, 2007, Anonymous túlio hostílio said...

Das coisas simples se faz o mundo....

 
At 23 fevereiro, 2007, Blogger Chomolungma said...

Quando se pensa que se está a experimentar...já deixá-mos de o fazer...

 
At 24 fevereiro, 2007, Blogger Emer said...

Belo blog". t linkei no Samsara.

 
At 25 fevereiro, 2007, Blogger aya said...

Vou tentanto...

Beijinho

 
At 25 fevereiro, 2007, Anonymous Sandra said...

...aparentemente tão simples... e (aparentemente) tão difícil...
Não se compreende bem pensando, só mesmo experimentando, não é ;)

Um beijinho

 
At 28 fevereiro, 2007, Blogger sa.ra said...

deixar que lutar... deixar de perseguir... de procurar resultados!

entregar-se sem resistência ao rio da vida... e permanecer no instante presente.

é um ensimento com tantos capítulos... tantas camadas finas... hora a hora, minuto a minuto... aprender experimentado, errando, até ganhar confiança no dom de cada instante.

beijinho
dia mt feliz

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home