quarta-feira, fevereiro 14, 2007

Poema solto

do âmago da terra
num abraço
a árvore e a trepadeira fazem amor.

Daterra

6 Comments:

At 14 fevereiro, 2007, Blogger sa.ra said...

lindo!

beijo
dia mt feliz

 
At 14 fevereiro, 2007, Anonymous san said...

...por instantes, sentem-se como se fossem uma só...
Beijam a terra num continuum com as suas raízes,
acariciam-se entre danças escaldantes com os raios de sol,
verdes, plenas de luz,
mergulham-se, entrelaçam-se na seiva de si mesmas e
...nesses instantes são o todo e o todo nelas...

(Desculpa a ousadia de "colar" ao teu poema solto, livre e tão bonito)

Obrigada Lécio...por seres!

Um beijinho

 
At 14 fevereiro, 2007, Blogger Daterra said...

muito obrigado pela vossa linda presença:)

Abraço

 
At 14 fevereiro, 2007, Anonymous Sandra said...

:) Lécio André? Que bonito! Bem, isto hoje está mesmo engraçado. Costuma ser "daterra". O meu nome também surgiu diferente...faltou o "dra". Desculpa.

Um dia simpático para ti

 
At 14 fevereiro, 2007, Blogger Daterra said...

Sandra:
de facto isto está meio louco...:)

Abraço e dia feliz

 
At 15 fevereiro, 2007, Blogger Avusa said...

lindo…
num abraço profundo…

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home