quarta-feira, setembro 13, 2006

estórias com asas



depois de uma longa viagem entre os tectos
das casas e as ruas da cidade,
o passáro azul voltou até à proximidade do seu pai,
que repousava sobre os galhos de uma imensa árvore.
o pequeno pássaro havia voltado triste com a paisagem
que encontrou e tímido, pergutou ao pai:

- porque é que as pessoas não querem falar comigo?

o pai, sábio, levou a sua asa envolvendo o filho e
falou-lhe num tom suave:

- porque as pessoas vivem como se viver fosse uma obrigação.

Daterra

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home