domingo, setembro 13, 2009

Borboleta

Só um movimento. Entre todos os objectos que preenchiam a montra, só uma borboleta se mexia. Creio que tentáva sair daquele espaço de luz parca e voar em liberdade. Pareceu-me o mais natural.
.

a borboleta
também ela na montra -
a que preço?


.

4 Comments:

At 14 setembro, 2009, Blogger ma grande folle de soeur said...

o preço da liberdade? ... beijos

 
At 15 setembro, 2009, Blogger Daterra said...

na verdade, trata mais do facto da liberdade ñ ser algo comprável e, portanto, contrasta com os objectos em exposiçao.

Un saludo para ti yu muchas gracias por tu visita :)

 
At 08 outubro, 2009, Blogger LB said...

Muito Bonito este espacinho!
Vou voltar...

 
At 03 agosto, 2012, Blogger rosana said...

Não pensem que sou louca, não de pedra, se for, sou de carne e osso. A carne rasga, o osso quebra, então vou consertando como posso. Às vezes ficam cicatrizes, feridas mal curadas, mas a maior parte de mim está sempre se renovando, quase uma metamorfose. Isso é bom, me faz pensar que sou borboleta, dessas que voam por aí sem se importar se irão morrer amanhã, só pelo prazer de voar e colorir o jardim.

Gasshô
JõDõ

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home