domingo, abril 26, 2009

Butho - estudos em dança



Na minha dança eu nunca me preocupei em saber se o que eu criava era ou não era Butoh, só pensava em fazer algo bom. Entretanto, nunca estive satisfeito com a minha dança. Eu danço movido por um sentimento de gratidão. O que me interessa é que o Homem, com este corpo tão pequeno, contém todos os elementos do Universo dentro de si. Para mim, se eu não puder dançar esse homem, se não houver essa forma de dançar, não haverá sentido em dançar.

.
Kazuo Ohno (ver uma peça de Kazuo aqui)

6 Comments:

At 26 abril, 2009, Blogger ma grande folle de soeur said...

É comovente este homem dançando... Mas o que é a "dança Butho"? Tem alguma filosofia imanente? De onde vem?...:)

 
At 26 abril, 2009, Blogger ma grande folle de soeur said...

Surgiu-me este haiku depois de ver a peça...

O homem dança -
os seus braços abraçam
o mundo

 
At 26 abril, 2009, Blogger Daterra said...

Olá Lucília,

Infelizmente ainda não te posso adiantar muito sobre o Butho porque também o estou a estudar...

Contudo posso-te dizer que surgiu com Kazuo Ohno, na década de 60, no pós guerra.

É fácil encontrar informação na net, desafio-te a uma pesquisa...
garanto que vais gostar:)

Abraço amigo

 
At 27 abril, 2009, Blogger ma grande folle de soeur said...

Lécio... sim já li umas coisas e fiquei supresa pk o meu haiku foi escrito antes de perceber o q era a dança e agora vejo q é isso mesmo...uma dança expressionista... o corpo como veículo dos elementos vitais... tu vais dançar? ( retive o q disse Kazuo Ohno: "A dança n se ensina. Ela está dentro de cada um de nós. 1º temos q analisar a nossa vida, qdo entendermos a nossa própria vivência, surgirá a nossa própria dança"... fiquei com vontade de dançar! :)

 
At 27 abril, 2009, Blogger Daterra said...

Olá Lucília,

Eu estou a aprofundar os meus estudos em damça...mas estou a dar os primeiros passos.

Este fim de semana participei num workshop de Dança-Teatro (também vais gostar de conhecer) e trabalhei alguns exercícios de Butho. Como fiquei impressionado com esse trabalho, decidi pesquisar mais sobre Kazuo Ohno...fabuloso.

e dança...claro :)

Abraço amigo,
Lécio

 
At 03 agosto, 2012, Blogger rosana said...

Eu não escrevo poemas nem outra coisa, eu me escrevo que é pra dar conta de toda a gente que mora em cada canto meu. São tantas vidas escondidas em lugares que só enxergo quando fecho os olhos. Quando pensam que estou dormindo, estou lá, escutando lamentos, risos e prantos, que transformo em palavras. Pessoas mendigando espaço em cantos tão pequenos! Minha morada não é grande, por isso elas vão logo embora, dando lugar pra outras que aguardam do lado de fora.

Gasshô
JõDõ

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home